^^^

REVOLTA LILITH

Revolta Lilith é um espetáculo multimídia que celebra a desobediência das mulheres em diferentes tempos e espaços. A peça parte de um mito pouco conhecido sobre Lilith, considerada a primeira mulher que viveu no Paraíso.
Para alguns, ela teria sido expulsa e se tornado uma “demônia”. Nesta peça, Lilith foge do Paraíso, parte em exílio e organiza uma revolta.



A peça foi criada em uma residência de quatro meses na Casa do Povo, em diálogo direto com o espaço que se transforma durante a peça. Toda a encenação se constrói ao vivo, diante do público: a luz, a música e o vídeo são operados pelas próprias performers em cena.
Durante a peça, podemos ver um set de filmagem e um filme. Como no cinema, o público passa a ver as cenas através das imagens projetadas nas paredes.
A câmera acompanha a personagem em um grande plano sequência, na sua fuga para o deserto.

A música, também feita ao vivo, fica por conta do duo Fronte Violeta. Mais do que uma trilha tradicional, a presença de Carla Boregas e Anelena Toku em cena faz da música também um gesto de dramaturgia.

Ficha Técnica

Direção: Martha Kiss Perrone

Atrizes autoras: Ariane Facchineto, Carolina Bianchi, Lowri Evans, Martha Kiss Perrone, Mayara Baptista
Performance e Direção Músical: Anelena Toku e Carla Boregas (Fronte Violeta)

Corpo Câmera: Alicia Esteves

Dramaturgia: Martha Kiss Perrone

Dramaturgista/ Tradução: Leda Cartum

Iluminação: Camille Laurent / Gabriela Luíza

Direção de arte: Ana Mazzei

Cenotécnica, operação projeção: Mayara Baptista
Preparação Corporal: Manoela Rangel
Assistência de direção: Jaya Baptista

Figurino: Fabio Lima Malheiros , Flávia Lobo de Felício, Gabriela Cherubini, Gustavo Silvestre (Zona)
Produção: Lu Mugayar
Apoio: Casa do Povo